.
Número Total de Assinaturas:
201

 

PETIÇÃO

 

PELA REPOSIÇÃO DO PATRIMÓNIO NATURAL JUNTO AO IC19

 

O desenvolvimento traz associado a alteração do habitat natural, pela necessidade de rasgar espaços e modificar paisagens, nomeadamente através do abate de árvores e as movimentações de terras.

 

O ansiado alargamento do IC 19 – como em relação à generalidade das obras públicas de construção de vias – tem gerado este acto de colisão entre a necessidade de construir e a consequente destruição do património natural.

 

Esta situação torna-se ainda mais visível à medida que esta via se aproxima de Sintra e que as arvores se atravessam à frente do progresso e em nome da mudança e da necessidade de responder a outras solicitações.

 

Mas, em nome do desenvolvimento e da protecção da natureza e do ambiente, pode e deve procurar que seja assegurado – antecipadamente – que, em vez de destruição, se promova a substituição, que em vez de estragar, se determine a salvaguarda, que ao invés de lamentar, se proponha manter ou melhorar a condição natural existente.

 

Na actualidade, aquando da construção de uma via, normalmente tem-se recorrido a inestéticos muros de protecção sonora, que não se questionando a eficácia, contribuem para a alteração da paisagem e não contribuem para a reposição do património natural destruído.

 

Deste modo, e particularmente hoje dia 5 de Junho de 2007, em que se comemora o Dia Mundial do Ambiente, propomos lançar através deste meio, uma petição para apelar às entidades responsáveis pela empreitada de alargamento do IC 19 que tome de imediato medidas que garantam que quando esta obra terminar a situação natural seja reposta, pelo menos, que as árvores que venham a ser abatidas pela construção sejam totalmente repostas, contribuindo para repor o meio ambiente na forma em que se encontrava antes do início da obra em causa.

 

Assim, os abaixo assinados, cidadãos devidamente identificados, apelam ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações e ao Ministério do Ambiente, que aceitam este apelo, determinando ao Instituto de Estradas de Portugal que na conclusão da obra de alargamento do IC19 se possa garantir que o número de árvores abatidas seja reposto, pelo menos em igual número às árvores entretanto abatidas por força da construção daquela via.

 

1º Subscritor

António Costa Rodrigues                                                                                                          BI 9557065

 

2º Subscritor

Maria de Fátima Campos

 

3º Subscritor

Miguel Carretas

 

4º Subscritor

André Beja

 

5º Subscritor

Gui Aragão Reis

BI 11409561

 

Assinar a petição!