Bom dia, são 0:33:06 | Alvor de Sintra RSS

 

Publicidade

Menu » Jornal Digital » Agenda Cultural » Contactos Úteis » Dossiers » Farmácias de Serviço » Fórum » Lotarias » Meteorologia »

 » Ambiente
 » Cultura
 » Desporto
 » Economia
 » Educação
 » Fora de Portas
 » FotoReportagem
 » Idosos
 » Instituições
 » Internacional
 » Juventude
 » Local
 » Nacional
 » Obras
 » Opinião
 » Política
 » Tecnologias
 » Transportes

 

Serviços

 » Agenda Cultural
 » Farmácias de Serviço
 » Lotarias
 » Meteorologia
 » TV Alvor de Sintra

 

Suplementos

 » Agualva - Cacém
 » Algueirão - Mem Martins
 » Queluz
 » Vila Sintra

 

 » Contactos
 » Critérios de Publicação de Comentários
 » Estatuto Editorial
 » Ficha Técnica
 » Nós
 » Publicidade

 

 

» Página Inicial » Destaque

 

 

Alargamento seguido do "Apagamento” do IC19

Quando se refere o IC19 vem logo à baila o Concelho de Sintra, se falarmos no concelho de Sintra, quase sempre, se acrescenta, então "pois o IC19"... Aquela via tem sido uma espécie de maldição, "trabalho de feitiço" como agora se diz, que algum mago de pacotilha tinha usado, para complicar a vida dos habitantes de Sintra, e denegrir a imagem da nossa terra..

( Quinta-feira, 6 de Setembro de 2007 )

Ouvir

Mais informação sobre a versão audio

Download do conteúdo em versão MP3

 92 Comentários | Enviar Artigo por E-mail | Imprimir

Dum lado a Sintra do Património, do outro a Sintra do Pandemónio, e no meio esse "limbo" rodoviário que já teve comissão de utentes, e que continua a ter uma legião de penitentes, aqueles que ao longo dos anos nele circularam e circulam.

 

Mas...finalmente, a saga "IC19" está próxima do epilogo; logo que estiverem terminadas, as obras entre o Cacém e o nó do IC 30 em Ranholas. Não é um simples alargamento das faixas de rodagem, mas também, uma intervenção profunda nos nós, pontes existentes, sua reformulação, e abertura de novas saídas, como a da Serra das Minas, que em tempos alvitramos.

Até ao presente o "IC19" tem sido um "estigma" para o concelho de Sintra, apesar de servir também os Municípios da Amadora e Oeiras.

 

Com esta ampliação, o "IC19" já não é um itinerário complementar, mas, uma Avenida Urbana, com novos acessos e novos viadutos como os do Lagar, no Cacém e do Papel, que substituiu a última passagem de nível do caminho de ferro de Sintra.

 

Concluído o alargamento é pois o momento de "apagar" uma designação que para muitos foi tema de anedotário. Sugerimos que o "IC19" passe a denominar-se Avenida do Ocidente, porque já é uma avenida, e não uma via rodoviária, do tipo "IC", que aliás nunca foi, e não deveria ter sido projectada como tal...

 

Avenida do Ocidente, porque é a artéria principal do concelho mais Ocidental da Europa, o de Sintra, e porque Ocidente é a direcção de todos os caminhos de futuro...

Á Avenida Marginal, ninguém chama “E.N.9 para Cascais”, então porque não "apagar" definitivamente o nome "IC19"?

 

Esta sugestão é fácil de concretizar, melhora a nossa auto estima, e, é mais um passo no sentido de acabar com preconceitos e incompreensões, que ferem o nosso orgulho de cidadãos e sintrenses.

 

Seja bem vinda a Avenida do Ocidente; símbolo de novos tempos e da afirmação de Sintra como um dos Municípios mais representativos no Portugal do século XXI.

Júlio Cortez Fernandes

 92 Comentários  Enviar por E-mail  Imprimir Artigo

 

 

Cronistas

André Beja

 » Assim vai Sintra: que fazer com estes entulhos?

 

António Filipe

 » Conte comigo, Professor Galopim de Carvalho

 

António Rodrigues

 » Europa – Desafio e não desculpa

 

António Vicente

 » A Casa do Castelo

 

Cândido e Silva

 » Grupo de Ballet de Sintra

 

Cardoso Martins

 » Justitia Regnorum Fundamentum

 

Céu Ribeiro

 » IVG - um direito de cidadania

 

Cortez Fernandes

 » “ABAIXO O IC 19, MORRA O IC 19, VIVA A AVENIDA DO OCIDENTE”

 

Fátima Campos

 » Um presidente com a cabeça na areia

 

João Soares

 » Um Ano

 

Miguel Carretas

 » Cultura Não É (SÓ) Paisagem

 

Luís Fernandes

 » Parque Eólico de Almargem do Bispo

 

 

 

     

 

 Director: Gui Aragão Reis

Registo Instituto da Comunicação Social: 124 724

  Copyright © 2005 Alvor de Sintra | Todos os direitos reservados