Boa tarde, são 15:03:32 | Alvor de Sintra RSS

 

Publicidade

Menu » Jornal Digital » Agenda Cultural » Contactos Úteis » Dossiers » Farmácias de Serviço » Fórum » Lotarias » Meteorologia »

 » Ambiente
 » Cultura
 » Desporto
 » Economia
 » Educação
 » Fora de Portas
 » FotoReportagem
 » Idosos
 » Instituições
 » Internacional
 » Juventude
 » Local
 » Nacional
 » Obras
 » Opinião
 » Política
 » Tecnologias
 » Transportes

 

Serviços

 » Agenda Cultural
 » Farmácias de Serviço
 » Lotarias
 » Meteorologia
 » TV Alvor de Sintra

 

Suplementos

 » Agualva - Cacém
 » Algueirão - Mem Martins
 » Queluz
 » Vila Sintra

 

 » Contactos
 » Critérios de Publicação de Comentários
 » Estatuto Editorial
 » Ficha Técnica
 » Nós
 » Publicidade

 

 

» Página Inicial » Destaque

 

 

ASSIM VAI SINTRA - Eles estão agora a começar

A privatização de 1/3 da Empresa Pública Municipal de Estacionamento de Sintra foi aprovada na última sessão da Assembleia Municipal, com o apoio da Maioria de Direita e do PS.

( Domingo, 27 de Maio de 2007 )

Ouvir

Mais informação sobre a versão audio

Download do conteúdo em versão MP3

 8 Comentários | Enviar Artigo por E-mail | Imprimir

Criada no tempo da Drª Edite Estrela, com o objectivo de contribuir para o ordenar do estacionamento e do trânsito no Município, os resultados desta Empresa nunca subiram acima da linha de água, estando ainda por provar a sua utilidade à população. No entanto, ao longo dos anos, a sua actividade foi mantida à conta dos fundos do município, de modo a garantir lugares de confiança política aos 4 partidos que têm governado Sintra.
 
Chegamos a 2007 e a venda surge como a solução milagrosa para um problema que Fernando Seara herdou no início de 2002 e que, apesar da promessa inicial de encerramento, nunca fez por resolver.
 
Sempre o mesmo esquema: primeiro deixa-se afundar o barco, depois, entre lamentos, recolhem-se os despojos e faz-se a canoa possível….
 
Da análise do contrato aprovado, concluímos estar perante um negócio fantástico: a Câmara vende à Gisparques (um gigante do sector do estacionamento) 30% da EPMES, e aquela empresa consegue, ao fim de um ano, cobrir os 200 mil euros gastos e começar a gerar resultados, apesar do investimento que irá fazer em infraestruturas.
 
Ou seja, a Câmara está a abrir mão do monopólio do estacionamento, que é seu e que lhe poderia ser bastante rentável, acordando a venda a um parceiro que, pelo que se pode ler no relatório 24/2005 do Tribunal de Contas*, até deu um sólido contributo para os maus resultados da Empresa que agora se privatiza… É difícil de acreditar.
 
O debate na Assembleia Municipal foi longo e deixou a Maioria atrapalhada. A bancada do PS limitou-se a apresentar uma declaração de voto decalcada da intervenção que tinha preparado mas que, envergonhada, não teve coragem de fazer. No calor da discussão, enquanto tentava justificar uma decisão errada, o Vereador Luís Duque adiantou que, na sua opinião, esta será apenas a primeira de outras privatizações que a Câmara Municipal quer levar a cabo. Eles estão agora a começar.  
 
* Página 17 do relatório 24/2005 do Tribunal de Contas, referente à auditoria de gestão à EPMES, exercício de 2003, disponível em www.tcontas.pt
 

André Beja

 8 Comentários  Enviar por E-mail  Imprimir Artigo

 

 

Cronistas

André Beja

 » Assim vai Sintra: que fazer com estes entulhos?

 

António Filipe

 » Conte comigo, Professor Galopim de Carvalho

 

António Rodrigues

 » Europa – Desafio e não desculpa

 

António Vicente

 » A Casa do Castelo

 

Cândido e Silva

 » Grupo de Ballet de Sintra

 

Cardoso Martins

 » Justitia Regnorum Fundamentum

 

Céu Ribeiro

 » IVG - um direito de cidadania

 

Cortez Fernandes

 » “ABAIXO O IC 19, MORRA O IC 19, VIVA A AVENIDA DO OCIDENTE”

 

Fátima Campos

 » As golpadas do desespero

 

João Soares

 » Um Ano

 

Miguel Carretas

 » Cultura Não É (SÓ) Paisagem

 

Luís Fernandes

 » Parque Eólico de Almargem do Bispo

 

 

 

     

 

 Director: Gui Aragão Reis

Registo Instituto da Comunicação Social: 124 724

  Copyright © 2005 Alvor de Sintra | Todos os direitos reservados