Boa tarde, são 14:14:55 | Alvor de Sintra RSS

 

Publicidade

Menu » Jornal Digital » Agenda Cultural » Contactos Úteis » Dossiers » Farmácias de Serviço » Fórum » Lotarias » Meteorologia »

 » Ambiente
 » Cultura
 » Desporto
 » Economia
 » Educação
 » Fora de Portas
 » FotoReportagem
 » Idosos
 » Instituições
 » Internacional
 » Juventude
 » Local
 » Nacional
 » Obras
 » Opinião
 » Política
 » Tecnologias
 » Transportes

 

Serviços

 » Agenda Cultural
 » Farmácias de Serviço
 » Lotarias
 » Meteorologia
 » TV Alvor de Sintra

 

Suplementos

 » Agualva - Cacém
 » Algueirão - Mem Martins
 » Queluz
 » Vila Sintra

 

 » Contactos
 » Critérios de Publicação de Comentários
 » Estatuto Editorial
 » Ficha Técnica
 » Nós
 » Publicidade

 

 

» Página Inicial » Destaque

 

 

Albergaria Bristol: Baptista Alves argumenta que “na minha opinião pessoal e da CDU, eu, não deveria ter entregue uma cópia (da queixa) ao Sr. Presidente da Câmara”

O vereador da CDU, Baptista Alves, recordou ao Alvor de Sintra, não existir “mais nada escrito na participação que foi feito ao Ministério Público, do que aquilo que já foi entregue ao Sr. Presidente da Câmara”. Desta forma, Baptista Alves, recusa a acusação de “falta de lealdade”, com que Fernando Seara o presenteou na passada reunião da Assembleia Municipal.

( Sexta-feira, 29 de Setembro de 2006 )

Ouvir

Mais informação sobre a versão audio

Download do conteúdo em versão MP3

 28 Comentários | Enviar Artigo por E-mail | Imprimir

Na opinião do Vereador, “o que está em causa é que existe um conjunto de indicadores e indícios que está a ser tratados por uma metodologia. Metodologia essa aprovada com os votos do PSD e do PS e que constituem efectivamente, verdadeiras agressões ao património de Sintra. Nós queremos alterar essa orientação para que seja definida uma política urbanística., que defenda o património de Sintra” disse.

“Quatro meses e meio após, ter mostrado o meu desagrado com o processo da Albergaria Bristol, o relatório dos serviços da Câmara não me satisfez, bem pelo contrário” recorda, o, também, Presidente do Conselho de Administração dos SMAS.

Como tal, advoga, Baptista Alves, “pedimos ao Ministério Público que desencadeasse os mecanismos para a anulação daquele despacho, uma vez que o Sr. Presidente da Câmara não tinha tomado, passados 21 dias, essa posição”.

Baptista Alves, afirmou ao Alvor de Sintra, a sua intenção de não colocar o seu lugar à disposição de Fernado Seara, porque, no seu entender "não é isso que está aqui, em causa".

Baptista Alves - Não coloca a hipótese de abandono por parte da CDU


Baptista Alves - Sobre a acusação de Fernando Seara de "Falta de Lealdade"


Baptista Alves - A posição de Fernando Seara


Baptista Alves - A queixa entregue ao Ministério Público


Alvor de Sintra

 28 Comentários  Enviar por E-mail  Imprimir Artigo

 

 

Cronistas

André Beja

 » Assim vai Sintra: que fazer com estes entulhos?

 

António Filipe

 » Conte comigo, Professor Galopim de Carvalho

 

António Rodrigues

 » Europa – Desafio e não desculpa

 

António Vicente

 » A Casa do Castelo

 

Cândido e Silva

 » Grupo de Ballet de Sintra

 

Cardoso Martins

 » Justitia Regnorum Fundamentum

 

Céu Ribeiro

 » IVG - um direito de cidadania

 

Cortez Fernandes

 » “ABAIXO O IC 19, MORRA O IC 19, VIVA A AVENIDA DO OCIDENTE”

 

Fátima Campos

 » As golpadas do desespero

 

João Soares

 » Um Ano

 

Miguel Carretas

 » Cultura Não É (SÓ) Paisagem

 

Luís Fernandes

 » Parque Eólico de Almargem do Bispo

 

 

 

     

 

 Director: Gui Aragão Reis

Registo Instituto da Comunicação Social: 124 724

  Copyright © 2005 Alvor de Sintra | Todos os direitos reservados