Bom dia, são 5:19:08 | Alvor de Sintra RSS

 

Publicidade

Menu » Jornal Digital » Agenda Cultural » Contactos Úteis » Dossiers » Farmácias de Serviço » Fórum » Lotarias » Meteorologia »

 » Ambiente
 » Cultura
 » Desporto
 » Economia
 » Educação
 » Fora de Portas
 » FotoReportagem
 » Idosos
 » Instituições
 » Internacional
 » Juventude
 » Local
 » Nacional
 » Obras
 » Opinião
 » Política
 » Tecnologias
 » Transportes

 

Serviços

 » Agenda Cultural
 » Farmácias de Serviço
 » Lotarias
 » Meteorologia
 » TV Alvor de Sintra

 

Suplementos

 » Agualva - Cacém
 » Algueirão - Mem Martins
 » Queluz
 » Vila Sintra

 

 » Contactos
 » Critérios de Publicação de Comentários
 » Estatuto Editorial
 » Ficha Técnica
 » Nós
 » Publicidade

 

 

» Página Inicial » Destaque

 

 

EDUCA acusada de dever mais de 300 mil euros

A EDUCA (Empresa Municipal de Gestão e Manutenção de Equipamentos Educativos de Sintra) deve quase 315 mil euros a uma empresa de canalizações e esgotos. A denúncia é feita pela própria Tecnigal, que acrescenta que a dívida mantém-se há um ano e três meses.

( Terça-feira, 2 de Maio de 2006 )

Ouvir

Mais informação sobre a versão audio

Download do conteúdo em versão MP3

 1 Comentários | Enviar Artigo por E-mail | Imprimir

"Temos tentado de todas as formas possíveis e pacíficas chegar a um acordo de pagamentos, através de vários meios e métodos usuais e legais para que nos seja efectuado o pagamento por tranches ou por qualquer outro modo que facilite a actividade normal da Tecnigal". Apesar dos esforços, a empresa adianta em comunicado que não tem visto "vontade por parte da EDUCA em resolver ou efectuar os pagamentos".

De acordo com a empresa de canalizações e esgotos, o atraso no pagamento é "insuportável", até porque essa quantia é necessária para o pagamento de ordenados, impostos, seguros, fornecedores, entre outras obrigações. A Tecnigal tem 40 funcionários que ainda não receberam o salário de Março, devido ao atraso no pagamento por parte da EDUCA. Caso a situação não seja resolvida, os trabalhadores prometem uma concentração junto ao edifício da empresa municipal.

No comunicado a Tecnigal admite ainda que, caso a dívida não seja saldada, "esta firma não tem meios de continuar a sua actividade, chegamos ao fim das nossas possibilidades". A dívida, contabilizada em mais de 314.743 mil euros, refere-se a trabalhos de manutenção geral em edifícios escolares no concelho de Sintra.

O Alvor de Sintra contactou a Câmara de Sintra na passada Sexta-feira, para alguns esclarecimentos. Aguardamos a resposta da autarquia.

Alvor de Sintra

 1 Comentários  Enviar por E-mail  Imprimir Artigo

 

 

Cronistas

André Beja

 » Assim vai Sintra: que fazer com estes entulhos?

 

António Filipe

 » Conte comigo, Professor Galopim de Carvalho

 

António Rodrigues

 » Europa – Desafio e não desculpa

 

António Vicente

 » A Casa do Castelo

 

Cândido e Silva

 » Grupo de Ballet de Sintra

 

Cardoso Martins

 » Justitia Regnorum Fundamentum

 

Céu Ribeiro

 » IVG - um direito de cidadania

 

Cortez Fernandes

 » Alargamento seguido do "Apagamento” do IC19

 

Fátima Campos

 » Um presidente com a cabeça na areia

 

João Soares

 » Um Ano

 

Miguel Carretas

 » Cultura Não É (SÓ) Paisagem

 

Luís Fernandes

 » Parque Eólico de Almargem do Bispo

 

 

 

     

 

 Director: Gui Aragão Reis

Registo Instituto da Comunicação Social: 124 724

  Copyright © 2005 Alvor de Sintra | Todos os direitos reservados