Bom dia, são 2:39:54 | Alvor de Sintra RSS

 

Publicidade

Menu » Jornal Digital » Agenda Cultural » Contactos Úteis » Dossiers » Farmácias de Serviço » Fórum » Lotarias » Meteorologia » Trânsito » RSS

 » Cultura
 » Desporto
 » Economia
 » Educação
 » Fora de Portas
 » Idosos
 » Instituições
 » Internacional
 » Juventude
 » Local
 » Nacional
 » Obras
 » Opinião
 » Política
 » Transportes

 

Serviços

 » Farmácias de Serviço
 » Lotarias
 » Meteorologia
 » TV Alvor de Sintra

 

Suplementos

 » Agualva - Cacém
 » Algueirão - Mem Martins
 » Queluz
 » Vila Sintra

 

 » Contactos
 » Estatuto Editorial
 » Ficha Técnica
 » Nós
 » Publicidade

 

 

» Página Inicial » Destaque

 

 

“Menina-Girassol” de Maria Almira Medina

”A Menina-Girassol aprendeu a patinar. Começou por andar à roda do rinque, agarrada às grades para não cair; depois, experimentou atravessar o rinque, um pouco mais depressa; daí a pouco já corria atrás dos outros meninos e meninas e, um dia, aventurou-se e imitou um avião: abriu os braços, estendeu uma perna para trás e catrapás! Em vez de voar tropeçou e foi chocar com outro avião que vinha em sentido contrário. Foi uma aterragem forçada: caíram ambos ao mesmo tempo, como um novelo que escorrega. Vinham outros meninos e meninas a voar, tropeçaram neles e caíram também. O novelo engordou. Tantos meninos no chão!”

( Segunda-feira, 10 de Abril de 2006 )

Ouvir

Mais informação sobre a versão audio

Download do conteúdo em versão MP3

 2 Comentários | Enviar Artigo por E-mail | Imprimir

Assim começa um dos contos do livro de Maria Almira Medina, “Menina-Girassol - Biografia da Infância”, recentemente editado pela Câmara Municipal de Sintra.

Este livro conta-nos histórias de uma infância feliz, na vila de Sintra, onde as pessoas se conheciam pelo nome: “O Joaquim das Queijadas que lavava os gatos vadios no chafariz público da vila“, “o senhor Ramalho, da Farmácia”. É uma história infantil de leitura obrigatória, para crianças dos oito aos oitenta. Este livro reforça-nos a imagem da Maria Almira Medina como uma Mulher cheia de luz, sensível, multifacetada, combativa e íntegra. Amiga. É uma lição de vida. Obrigada Maria Almira.

Céu Ribeiro

 2 Comentários  Enviar por E-mail  Imprimir Artigo

xxx

 

 

 

Fóruns

 

Em actualização

 

 

     

 

| Ficha Técnica | Estatuto Editorial | Critérios de Publicação de Comentários

 

 Director: Gui Aragão Reis

Registo Instituto da Comunicação Social: 124 724

  Copyright © 2005 Alvor de Sintra | Todos os direitos reservados