Boa tarde, são 14:30:05 | Alvor de Sintra RSS

 

Publicidade

Menu » Jornal Digital » Agenda Cultural » Contactos Úteis » Dossiers » Farmácias de Serviço » Fórum » Lotarias » Meteorologia »

 » Ambiente
 » Cultura
 » Desporto
 » Economia
 » Educação
 » Fora de Portas
 » FotoReportagem
 » Idosos
 » Instituições
 » Internacional
 » Juventude
 » Local
 » Nacional
 » Obras
 » Opinião
 » Política
 » Tecnologias
 » Transportes

 

Serviços

 » Agenda Cultural
 » Farmácias de Serviço
 » Lotarias
 » Meteorologia
 » TV Alvor de Sintra

 

Suplementos

 » Agualva - Cacém
 » Algueirão - Mem Martins
 » Queluz
 » Vila Sintra

 

 » Contactos
 » Critérios de Publicação de Comentários
 » Estatuto Editorial
 » Ficha Técnica
 » Nós
 » Publicidade

 

 

» Página Inicial » Destaque

 

 

Concelhia do PS Sintra quer mais proximidade com as bases

Domingos Quintas quer a Concelhia e as Secções do PS de Sintra mais próximas dos militantes e da restante comunidade. Ontem ao final da tarde durante a tomada de posse da nova Comissão Política Concelhia, o Presidente da Concelhia apresentou o seu projecto para os próximos três anos. Em declarações ao Alvor de Sintra o socialista referiu como prioridade "virar o Partido para fora, para as pessoas, queremos conciliar os projectos das pessoas com os nossos projectos".

( Sexta-feira, 31 de Março de 2006 )

Ouvir

Mais informação sobre a versão audio

Download do conteúdo em versão MP3

  Comentários | Enviar Artigo por E-mail | Imprimir

Visando o aumento da participação política dos militantes e dos simpatizantes do PS, o Secretariado Concelhio vai realizar as reuniões nas Secções de forma a promover encontros descentralizados e desconcentrados. As reuniões vão decorrer no primeiro Sábado de cada mês e a primeira está agendada para a Secção de Algueirão-Mem Martins. "É a freguesia mais carenciada ao nível de infra-estruturas e mais maltratada pela Câmara", afirmou Domingos Quintas, relembrando que naquela localidade moram cerca de 80 mil pessoas "que precisam de atenção".

Perante o acréscimo de responsabilidades e da fiscalização aos autarcas, a Concelhia vai valorizar a formação política e autárquica dos militantes. Essas acções de formação e qualificação vão decorrer ao nível das Secções e têm como objectivo preparar e tornar os militantes e os eleitos locais mais eficazes no que diz respeito à sua intervenção. A par desta formação, Domingos Quintas referiu que a Concelhia vai disponibilizar apoio permanente aos socialistas para esclarecimento de dúvidas relativas ao Poder Local.

A igualdade de géneros é outra prioridade de Domingos Quintas. No seu manifesto eleitoral "o Partido Socialista tem assumido com determinação e firmeza a necessidade de encarar as políticas de Igualdade de Género como transversais a todas as suas decisões. Nós também assumimos como um imperativo a representação das mulheres. É necessário agir tendo a firme convicção de que a partilha do poder de decisão entre Mulheres e Homens, com múltiplas sensibilidades, competências e saberes, só pode fortalecer e enriquecer a nossa Democracia”. Neste sentido a Concelhia decidiu realizar as reuniões aos Sábados de manhã, para que as mulheres socialistas possam conciliar a vida familiar com a vida partidária.

Para além de enumerar outros objectivos, Domingos Quintas aproveitou a ocasião para agradecer ao antigo Secretariado que o apoiou na substituição de Edite Estrela. Para os próximos três anos de mandato, o Presidente da Concelhia preferiu ter no Secretariado todos os coordenadores das secções, Rui Pereira (coordenador da secção de Sintra), Eduardo Castro (coordenador da secção de Rio de Mouro), Hugo Frederico (coordenador da secção de Queluz), José Elias (coordenador da secção de Belas) e João Meira Coelho (coordenador da secção de Algueirão-Mem Martins). As Presidente de Junta de Freguesia Fátima Campos e Lina Andrês, o deputado municipal Luís Gaspar, Eduardo Quinta Nova, a deputada na Assembleia da República Ana Couto e, por inerência, Valter Januário são os outros elementos do Secretariado.

Domingos Quintas revelou ao Alvor de Sintra "a mais profunda vontade" de não se recandidatar à presidência da Concelhia, mas "em politica aprendi uma coisa: não vale a pena dizermos que vamos fazer isto ou aquilo porque as condições alteram-se durante o tempo". No entanto sobre uma candidatura a um órgão executivo do Partido a nível nacional Domingos Quintas é peremptório: "não tenho essa aspiração, aí é redondamente não, gosto mais disto e gosto ainda mais de trabalhar na minha secção, está-se mais perto dos militantes, ouvimo-los todos os dias, sabemos o que querem".

Alvor de Sintra

  Comentários  Enviar por E-mail  Imprimir Artigo

 

 

Cronistas

André Beja

 » Assim vai Sintra: que fazer com estes entulhos?

 

António Filipe

 » Conte comigo, Professor Galopim de Carvalho

 

António Rodrigues

 » Europa – Desafio e não desculpa

 

António Vicente

 » A Casa do Castelo

 

Cândido e Silva

 » Grupo de Ballet de Sintra

 

Cardoso Martins

 » Justitia Regnorum Fundamentum

 

Céu Ribeiro

 » IVG - um direito de cidadania

 

Cortez Fernandes

 » “ABAIXO O IC 19, MORRA O IC 19, VIVA A AVENIDA DO OCIDENTE”

 

Fátima Campos

 » As golpadas do desespero

 

João Soares

 » Um Ano

 

Miguel Carretas

 » Cultura Não É (SÓ) Paisagem

 

Luís Fernandes

 » Parque Eólico de Almargem do Bispo

 

 

 

     

 

 Director: Gui Aragão Reis

Registo Instituto da Comunicação Social: 124 724

  Copyright © 2005 Alvor de Sintra | Todos os direitos reservados