Bom dia, são 0:39:42 | Alvor de Sintra RSS

 

Publicidade

Menu » Jornal Digital » Agenda Cultural » Contactos Úteis » Dossiers » Farmácias de Serviço » Fórum » Lotarias » Meteorologia »

 » Ambiente
 » Cultura
 » Desporto
 » Economia
 » Educação
 » Fora de Portas
 » FotoReportagem
 » Idosos
 » Instituições
 » Internacional
 » Juventude
 » Local
 » Nacional
 » Obras
 » Opinião
 » Política
 » Tecnologias
 » Transportes

 

Serviços

 » Agenda Cultural
 » Farmácias de Serviço
 » Lotarias
 » Meteorologia
 » TV Alvor de Sintra

 

Suplementos

 » Agualva - Cacém
 » Algueirão - Mem Martins
 » Queluz
 » Vila Sintra

 

 » Contactos
 » Critérios de Publicação de Comentários
 » Estatuto Editorial
 » Ficha Técnica
 » Nós
 » Publicidade

 

 

» Página Inicial » Destaque

 

 

BE de Sintra questiona Ministro sobre futuro do Parque de Campismo da Praia Grande

O Bloco de Esquerda (BE) de Sintra vai visitar o Parque de Campismo da Praia Grande no próximo Domingo pelas 11 horas. Esta visita inclui-se no âmbito de um conjunto de perguntas sobre aquele local dirigidas ao Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional (MADRP).

( Sábado, 4 de Fevereiro de 2006 )

Ouvir

Mais informação sobre a versão audio

Download do conteúdo em versão MP3

  Comentários | Enviar Artigo por E-mail | Imprimir

O BE reuniu-se com a Comissão de Utentes do Parque de Campismo da Praia Grande e ficou a saber que "o terreno do parque foi vendido em 2001 a um conhecido promotor imobiliário da região, sob a condição de o espaço ser desocupado para a conclusão do negócio". Na opinião do BE esta será a razão para a gerência do parque, entregue à empresa Wondertour, ter começado a desmantelar o espaço no final do Verão de 2004 e ter feitos todos os esforços para que os utentes abandonassem o parque e retirassem as tendas e caravanas. No entanto diz o BE a gerência continuou a receber a renda dos utentes até ao fim de Setembro do ano passado.

O partido refere-se a notícias que dão conta da intenção da actual gerência de abrir um novo parque de campismo num terreno próximo, cujo dono fez entrar nos serviços da Câmara de Sintra um pedido de licenciamento para um parque de campismo. Notícias que davam igualmente conta de que "segundo fontes camarárias ouvidas na altura, (o parque) irá abrir antes do inicio da próxima época balnear".

No requerimento enviado ao Ministro do Ambiente o partido refere também que "este novo Parque estaria destinado a situar-se a pouca distância do actual, num leito de cheia e à beira da estrada da Praia das Maçãs, não oferecendo por isto condições de segurança".

De acordo com o BE a gerente do actual Parque  "alega que o Parque já deveria estar encerrado desde 2003, conforme determinação da Direcção Geral de Turismo (DGT)". O partido relembra que a decisão da DGT foi tomada com base numa vistoria da Câmara de Sintra que, na altura não determinou o encerramento mas, tendo identificado diversas lacunas de segurança e higiene na instalação, recomendou a sua resolução como condição para a continuação do funcionamento do parque.

Conta o partido que a Comissão de Utentes do Parque questinou a direcção do Parque Natural Sintra-Cascais (PNSC) sobre o futuro da área onde se encontra o Parque. Porém a Comissão diz não ter recebido qualquer resposta por parte daquele organismo.

Tendo em conta estas informações e depois de saberem a preocupação da Comissão de Utentes daquele Parque, o BE enviou um requerimento ao Ministro do Ambiente com as seguintes questões:

1- Tem o MADRP conhecimento do abandono do Parque de Campismo da Praia Grande pelos responsáveis da wondertour?

2- Tem o MADRP conhecimento de algum projecto para o local onde esteve instalado, até agora, o referido parque de campismo?

3- Tem o MADRP conhecimento de algum projecto para instalar um novo Parque de Campismo em localização diferente do actual?

4- Existindo o projecto referido na questão anterior, e tendo em conta as atribulações do encerramento do actual Parque de Campismo, tenciona o MADRP autorizar a instalação de um novo espaço?

5- Quais a razões para o silencio da direcção do PNSC durante todos estes meses?

6- Que medidas irá o MADRP tomar para acompanhar a situação descrita, garantindo a fiscalização do respeito pela lei?

O BE defende a existência deste equipamento e a sua manutenção na actual localização, uma vez que "é um equipamento único e de importância estratégica para toda a região, e que Plano Director Municipal e o Plano de Ordenamento da Orla Costeira Sintra/Sado só possibilitam naquele local a existência de um parque de campismo".

Alvor de Sintra

  Comentários  Enviar por E-mail  Imprimir Artigo

 

 

Cronistas

André Beja

 » Assim vai Sintra: que fazer com estes entulhos?

 

António Filipe

 » Conte comigo, Professor Galopim de Carvalho

 

António Rodrigues

 » Europa – Desafio e não desculpa

 

António Vicente

 » A Casa do Castelo

 

Cândido e Silva

 » Grupo de Ballet de Sintra

 

Cardoso Martins

 » Justitia Regnorum Fundamentum

 

Céu Ribeiro

 » IVG - um direito de cidadania

 

Cortez Fernandes

 » “ABAIXO O IC 19, MORRA O IC 19, VIVA A AVENIDA DO OCIDENTE”

 

Fátima Campos

 » As golpadas do desespero

 

João Soares

 » Um Ano

 

Miguel Carretas

 » Cultura Não É (SÓ) Paisagem

 

Luís Fernandes

 » Parque Eólico de Almargem do Bispo

 

 

 

     

 

 Director: Gui Aragão Reis

Registo Instituto da Comunicação Social: 124 724

  Copyright © 2005 Alvor de Sintra | Todos os direitos reservados