Boa tarde, são 15:19:45 | Alvor de Sintra RSS

 

Publicidade

Menu » Jornal Digital » Agenda Cultural » Contactos Úteis » Dossiers » Farmácias de Serviço » Fórum » Lotarias » Meteorologia »

 » Ambiente
 » Cultura
 » Desporto
 » Economia
 » Educação
 » Fora de Portas
 » FotoReportagem
 » Idosos
 » Instituições
 » Internacional
 » Juventude
 » Local
 » Nacional
 » Obras
 » Opinião
 » Política
 » Tecnologias
 » Transportes

 

Serviços

 » Agenda Cultural
 » Farmácias de Serviço
 » Lotarias
 » Meteorologia
 » TV Alvor de Sintra

 

Suplementos

 » Agualva - Cacém
 » Algueirão - Mem Martins
 » Queluz
 » Vila Sintra

 

 » Contactos
 » Critérios de Publicação de Comentários
 » Estatuto Editorial
 » Ficha Técnica
 » Nós
 » Publicidade

 

 

» Página Inicial » Destaque

 

 

Presidênciais

No próximo Domingo terá início a campanha eleitoral para a segunda volta das eleições presidenciais que eu acredito que sejam disputadas entre Mário Soares e o único candidato da direita Cavaco Silva.

( sexta-feira, 20 de Janeiro de 2006 )

Ouvir

Mais informação sobre a versão audio

Download do conteúdo em versão MP3

 6 Comentários | Enviar Artigo por E-mail | Imprimir

Acredito que Mário Soares dispute a segunda volta das eleições porque considero que, se os portugueses não se deixarem influenciar por sondagens e manobras menos explícitas, saberão reconhecer as capacidades (que já conhecem) de Mário Soares para o exercício do cargo presidencial. Mário Soares, aos 81 anos, tem-se revelado como um exemplo de vitalidade e energia, de espírito de sacrifício, de sabedoria. Tem demonstrado que continua a ser um homem voltado para o futuro, que sabe interpretar a História.

Não seria mais “normal” num país de “brandos costumes” como é o nosso, que Mário Soares, como muitos aconselham em tom crítico, calçasse as pantufas e esperasse pelo fim da vida entre a depressão e algumas intervenções e aparições públicas?!

Num país como o nosso, onde ainda persiste em muitos uma mentalidade que privilegia a inércia em vez da acção, a mesquinhez, a inveja e o populismo em vez da solidariedade, do espírito de iniciativa e da consistência de carácter e de atitudes, é natural que alguém com o perfil de Mário Soares não encaixe ou seja dificilmente aceite.

Eu acredito que os portugueses saberão separar o “trigo do joio“. Acredito e desejo que Mário Soares dispute a segunda volta das eleições presidenciais e as vença. Penso que ele merece e que Portugal merece-o. Convictamente. Porque Mário Soares não é homem de baixar os braços ou de virar as costas à luta. É um homem de coragem, de acção, generoso, culto. É um homem que não se resigna. E nós e Portugal precisamos dele.

Céu Ribeiro

 6 Comentários  Enviar por E-mail  Imprimir Artigo

 

 

Cronistas

André Beja

 » Assim vai Sintra: que fazer com estes entulhos?

 

António Filipe

 » Conte comigo, Professor Galopim de Carvalho

 

António Rodrigues

 » Europa – Desafio e não desculpa

 

António Vicente

 » A Casa do Castelo

 

Cândido e Silva

 » Grupo de Ballet de Sintra

 

Cardoso Martins

 » Justitia Regnorum Fundamentum

 

Céu Ribeiro

 » IVG - um direito de cidadania

 

Cortez Fernandes

 » “ABAIXO O IC 19, MORRA O IC 19, VIVA A AVENIDA DO OCIDENTE”

 

Fátima Campos

 » As golpadas do desespero

 

João Soares

 » Um Ano

 

Miguel Carretas

 » Cultura Não É (SÓ) Paisagem

 

Luís Fernandes

 » Parque Eólico de Almargem do Bispo

 

 

 

     

 

 Director: Gui Aragão Reis

Registo Instituto da Comunicação Social: 124 724

  Copyright © 2005 Alvor de Sintra | Todos os direitos reservados