Bom dia, são 8:49:07 | Alvor de Sintra RSS

 

Publicidade

Menu » Jornal Digital » Agenda Cultural » Contactos Úteis » Dossiers » Farmácias de Serviço » Fórum » Lotarias » Meteorologia »

 » Início
 » Cultura
 » Desporto
 » Economia
 » Educação
 » Fora de Portas
 » Idosos
 » Instituições
 » Juventude
 » Local
 » Nacional
 » Obras
 » Opinião
 » Política
 » Transportes

 

Serviços

 » Agenda Cultural
 » Dossiers
 » Farmácias Serviço
 » Lotarias
 » Meteorologia
 » Mais Lidas
 » Mais Comentadas
 » RSS
 » Trânsito

 

Suplementos

 » Agualva
 » Algueirão - Mem Martins
 » Cacém
 » Monte Abraão
 » São Pedro Penaferrim

 

 » Nós
 » Contactos
 » Estatuto Editorial
 » Ficha Técnica
 » Publicidade

 

 

Navegação » Página Inicial » Crónica de Miguel Carretas

 

Crónica de Miguel Lourenço Carretas

 

Notícias encontradas: 3

Página 1 de 1

 

 

Cultura Não É (SÓ) Paisagem

Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2006

Miguel Lourenço Carretas

1. Sintra foi desde há muito conhecida e reconhecida como uma local de “cultura”. Para isso muito contribuíram, ao longo da história, aqueles que, não sendo de Sintra, a visitavam e de imediato se apaixonaram pela sua paisagem – natural e construída – e a foram mostrando ao mundo através das suas artes, tentando retratar, por imagens ou palavras, a ambiência quase mágica que Sintra encerra. Partilho com todos essa paixão mas não, infelizmente, os dotes artísticos.

 

 

Acerca das Empresas Municipais

Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2006

Miguel Lourenço Carretas

A questão das empresas públicas municipais (EPM’s) de Sintra tem vindo a ser debatida, apaixonadamente (porventura com mais paixão que razão), por políticos, gestores, eleitores, eleitos e comentadores, tendo, para o bem e para o mal, constituindo assunto recorrente nos fóruns do poder autárquico do município, com reflexo directo na comunicação social regional e local e na opinião pública. Infelizmente, o tema tem vindo a ser debatido da pior forma possível, em torno das cores políticas dos gestores que, a cada momento assumem a administração de tais empresas.

 

 

Em Nome de Sintra

Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2006

Miguel Lourenço Carretas

As limitações impostas pelo Governo ao financiamento e endividamento dos municípios, somadas ao facto de no orçamento de Estado para 2006, e em claro incumprimento da Lei das Finanças Locais, se manterem ao nível de 2005 as transferências directas para as autarquias, tiveram reflexos directos no Orçamento da Câmara Municipal de Sintra.

 

 

Página - 01

 

 

 

Cronistas

André Beja

 » Assim vai Sintra: que fazer com estes entulhos?

 

António Filipe

 » Conte comigo, Professor Galopim de Carvalho

 

António Rodrigues

 » Tributo a José Pinto Vasques

 

António Vicente

 » A Casa do Castelo

 

Cândido e Silva

 » Grupo de Ballet de Sintra

 

Cardoso Martins

 » Justitia Regnorum Fundamentum

 

Céu Ribeiro

 » IVG - um direito de cidadania

 

Cortez Fernandes

Não existem registos

 

Fátima Campos

 » Eleições em Lisboa: o meu olhar

 

João Soares

 » Um Ano

 

Miguel Carretas

 » Cultura Não É (SÓ) Paisagem

 

Luís Fernandes

 » Problemática da Energia Solar em edifícios

 

 

 

   

 

 Director: Gui Aragão Reis

Registo Instituto da Comunicação Social: 124 724

  Copyright © 2005 Alvor de Sintra | Todos os direitos reservados